Brisa

by - 11:11



Novo Livro As crônicas da Aninha impresso adquira pelo Amazon.

Oi anjinhos tudo bem com vocês?
Hoje te convido a sentir a brisa, isso mesmo brisa uma leve brisa.
Sabe aquela brisa suave que bate em seu rosto e te faz lembrar de momentos bons que deixaram aquela saudade gostosa, mas que ficaram para trás?
As vezes é bom sentir, para você lembrar que tudo tem seu começo, meio e fim, ainda que a principio você não aceite ou não saiba lidar muito bem com a situação, é sempre bom abrir mão de algo que não dá certo nunca e você apenas colhe duras feridas.
Tem pessoas que passam um verdadeiro tormento mas permanecem com uma animação incrível no rosto e um brilho intenso no olhar de quem crer que vai mudar porque na vida, tudo muda e o que é ruim hoje amanha pode ser bom.
Não há mal que dure a vida inteira, mas há coragem certa e forte que fará você sair de qualquer situação para momentos mais felizes. Mesmo que você me diga que hoje não vê saída para sua situação eu te digo que há sim, muitas vezes precisamos de um repouso de simplesmente olhar para o tempo e deixar o vento levar nossas preocupações e observar, apenas observar.
Eu vejo com  muita frequência pessoas reclamando que não tem sucesso em suas vidas sentimentais, que sempre terminam  relacionamentos frustrados, mas não vejo as mesmas pessoas se auto avaliando, porque muitas vezes é bem fácil culpar o outro, mas e sua parte de erros será que não tem?
Porque tão importante quanto encontrar a pessoa certa é ser a pessoa certa. Não queira que o outro se adeque a suas  expectativas, se você continua agindo como um solteiro que não deve satisfação a ninguém que apesar de dizer que ama a pessoa que está com você agi como se não se importasse, amor sem provas não é amor, é obsessão e  carência apenas.
Lembre-se de não fazer com o outro o que não quer que façam com você, hoje eu acordei me sentindo leve.
Se sinta leve se liberte de coisas que te prendem que te atrapalham e pesam seu caminho.
Sinta a brisa leve em seu rosto soprando dias melhores e cheios de alegria.
Estes dias estive estive trabalhando em um novo livro- As Crônicas da Aninha, são textos que escrevi ao longo de 3 anos, fiz uma revisão básica e publiquei lá no Amazon em Ebook ou Impresso ou pela livraria Saraiva em Ebook.
Não são poesias mas textos para refletir, acalmar o coração e inspirar seu dia a dia, crônicas que te farão sonhar, corre lá e garanta o seu.
Lembrando que o volume impresso você adquiri direto no amazon.com ou de graça pelo Kindle Unlimited. 

Até o próximo post.

Beijos em seu coração!

Ana Ferreira Lima 

💕

You May Also Like

1 comentários

  1. Olá, gostei muito de seu blog, se quiser seguir o meu, retribuo também. Tanto pelo G+ como aqui no blog. Beijos graça e paz.

    Ps: teologiaemulheres.blogsport.com.br

    Beijos!

    ResponderExcluir

Ela Não Soube Perdoar

Aonde vai Vó?- Perguntou a neta preocupada com a fragilidade com que a avó levantou aquela manhã. – Vou encontrar-me com um velho amigo, ele está internado no hospital em Belo Horizonte, sofreu um infarto e os médicos acham que ele não vai durar muito tempo.
– Dona Sophia, quando quiser o carro já está pronto e lhe aguarda.
O motorista trabalhara para Sophia nos últimos vinte anos e nunca tinha visto a senhora tão abatida, seu ar era de alguém que não tinha dormido, e realmente depois de ter recebido a noticia de que Arthur estava internado, ela não dormia há duas noites e mal tinha se alimentado, a verdade era que o coração latejava, em busca de uma solução, queria voltar ao passado e consertar um erro.
– Estou pronta Marcos, vamos.
– Espera Vovó, eu também vou com a senhora, deixe-me pegar minha bolsa que vamos e nem adianta dizer que não, eu vou junto e pronto.
– Tudo bem querida.
A neta era uma garota exemplar crescera ali naquele sítio e sempre foi muito apegada a avó, e por muitos meses eram somente as duas e os três funcionários que trabalhavam no sítio, ela foi para o carro e enquanto esperava neta sua mente voltava ao passado.
Sophia fora uma garota exemplar, criada também pela avó, aprendeu desde cedo que tinha que lutar pelo que queria se quisesse ser alguém na vida.
Ela frequentou a escola e suas notas sempre foram as melhores da turma, era adorada pelos professores e sua avó nunca teve uma queixa, parecia que a história se repetia com sua neta, as duas eram muito parecida até na aparência, Sophia via e si mesma quando conversava com a neta.
Em seu interior sempre se perguntava como havia sido sua mãe, a mãe de Sophia morreu de bala perdida em um dia fatídico em que ela iria dar inicio em suas aulas da Faculdade de Letras, ela morreu antes mesmo de chegar ao hospital, após isso a avó se mudou com Sophia ainda pequena aos dois anos de idade para uma cidadezinha do interior de Minas Gerais, morando em um Sítio nunca lhe faltou aventuras e diversão, nem amizades sinceras e leais.

Continue Lendo....

Dica de Leitura

Dica de Leitura
Da mesma autora do blog!

Postagem em destaque

[Top 20] Seja um porto seguro na vida de alguém

E amar inclui respeitar o outro e aceita-lo como um ser humano real sem idealizações, porque meu bem perfeito ninguém é, ninguém muda p...

Marcadores

CNPJ 20445389/0001-96 EMPRESA DO GRUPO ACP DIGITAL MARKETING . Tecnologia do Blogger.

Seguir Por Email