[Resenha] Conto Lembranças de um amor perdido de Vanessa Dellabarco

by - 11:51

Autor: Vanessa Dellabarco
Editora: Independente 26 páginas.
Gênero: Conto- Romance/ Drama.
Disponível: Amazon
 


Oi Anjinhos, tudo bem com vocês?
Vamos falar um pouco sobre este conto que a Vanessa me presenteou e tenho certeza vocês também irão amar bem curtinho, apenas 26 páginas.
Levi  Travel é aquele típico cara que passa de relacionamento em relacionamento sem conseguir amar ninguém, pois ele não se permite amar, mantém durante anos um relacionamento incerto com Lisandra que o ama com todas as forças, e é com ela que apesar de lutar contra o sentimento, conhece o que é ser amado e amar alguém.
Quando ele descobri que Lisandra  está em seus últimos dias de vida, a fixa cai e ele descobre então o amor que senti por ela e que no final se dar conta de quão canalha foi com uma pessoa que só amou em todos os momentos, apesar da forma horrível que se comportou com ela.

“Como poderei vê-la tão imóvel? Como direi adeus ao ser que viveu por mim e que jamais
obteve, se quer palavras fingidas de amor da minha parte?”

Ela então faz um ultimo pedido, a situação dela é de veras terminal, um tumor está levando ela aos poucos. Qual vai ser a reação de Levi quando ela se for?
Que amor é esse que supera tudo?
Vanessa nos traz neste trabalho um delicioso conto que vai inundar seus olhos de lágrimas, prepare os lenços, pois as lágrimas vão rolar, uma história de amor incrível e simplesmente linda que vai fazer você se apaixonar.

"Será que se ela tivesse mais tempo eu viria a amá-la?"


Já disse aqui que sou muito crítica com tudo que leio, mas este livro superou minhas expectativas, eu me vi como em Querido John de Nicholas Sparks  torcendo para que o final fosse diferente, para que os dois tivessem mesmo uma chance que ocorresse um milagre. Mas com maestria a autora nos mostra o que é o verdadeiro amor, e percebemos que amar é sim uma questão de escolha.            

“O amor é caridoso, não é orgulhoso, muito
menos egoísta. Quando amamos, nos entregamos a sensações indescritíveis. Para amar alguém,
não necessitamos ser correspondidos, simplesmente amamos”.

Eu que sou romântica por natureza amei a leitura, li cada página ansiosa para chegar ao final do romance, me surpreendi com as lágrimas que inexplicavelmente caem mesmo, diagramação, ortografia e enredo maravilhoso.
Como disse Camões Amor é fogo que arde sem se ver é ferida que dói e não se senti...
Assim como Levi aprendemos, sentimos com ele toda carga emocional do momento e como é bom extravasar as emoções.
É isso, espero que vocês tenham gostado da resenha tanto quanto eu gostei do  livro, depois me diz o que acharam nos comentários.

Até o próximo post.

Beijos da Ana!

You May Also Like

0 comentários

Ela Não Soube Perdoar

Aonde vai Vó?- Perguntou a neta preocupada com a fragilidade com que a avó levantou aquela manhã. – Vou encontrar-me com um velho amigo, ele está internado no hospital em Belo Horizonte, sofreu um infarto e os médicos acham que ele não vai durar muito tempo.
– Dona Sophia, quando quiser o carro já está pronto e lhe aguarda.
O motorista trabalhara para Sophia nos últimos vinte anos e nunca tinha visto a senhora tão abatida, seu ar era de alguém que não tinha dormido, e realmente depois de ter recebido a noticia de que Arthur estava internado, ela não dormia há duas noites e mal tinha se alimentado, a verdade era que o coração latejava, em busca de uma solução, queria voltar ao passado e consertar um erro.
– Estou pronta Marcos, vamos.
– Espera Vovó, eu também vou com a senhora, deixe-me pegar minha bolsa que vamos e nem adianta dizer que não, eu vou junto e pronto.
– Tudo bem querida.
A neta era uma garota exemplar crescera ali naquele sítio e sempre foi muito apegada a avó, e por muitos meses eram somente as duas e os três funcionários que trabalhavam no sítio, ela foi para o carro e enquanto esperava neta sua mente voltava ao passado.
Sophia fora uma garota exemplar, criada também pela avó, aprendeu desde cedo que tinha que lutar pelo que queria se quisesse ser alguém na vida.
Ela frequentou a escola e suas notas sempre foram as melhores da turma, era adorada pelos professores e sua avó nunca teve uma queixa, parecia que a história se repetia com sua neta, as duas eram muito parecida até na aparência, Sophia via e si mesma quando conversava com a neta.
Em seu interior sempre se perguntava como havia sido sua mãe, a mãe de Sophia morreu de bala perdida em um dia fatídico em que ela iria dar inicio em suas aulas da Faculdade de Letras, ela morreu antes mesmo de chegar ao hospital, após isso a avó se mudou com Sophia ainda pequena aos dois anos de idade para uma cidadezinha do interior de Minas Gerais, morando em um Sítio nunca lhe faltou aventuras e diversão, nem amizades sinceras e leais.

Continue Lendo....

Dica de Leitura

Dica de Leitura
Da mesma autora do blog!

Postagem em destaque

[Top 20] Seja um porto seguro na vida de alguém

E amar inclui respeitar o outro e aceita-lo como um ser humano real sem idealizações, porque meu bem perfeito ninguém é, ninguém muda p...

Marcadores

CNPJ 20445389/0001-96 EMPRESA DO GRUPO ACP DIGITAL MARKETING . Tecnologia do Blogger.

Seguir Por Email