O amor segundo Coríntios

by - 11:11


http://www.escritoraanaferreiralima.top
Paulo em sua carta aos Coríntios nos mostra um amor surreal, um amor que todos buscamos mas que muitos por vezes não encontram.
1º Coríntios 13.4-5
"O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor."
Você pode me perguntar como posso amar nos dias de hoje se as pessoas parecem não se importar?
E se olharmos a nossa volta veremos uma falta de amor enorme entre as pessoas, elas andam estressadas, com pressa e um egoísmo profundo tomou conta de todos a ponto de não se importarem com os demais. Muitos dizem que quem ama não trai, mas eu tenho minhas dúvidas, o que sei é que o amor resiste ao tempo a essa busca insaciável de prazer que muitos parecem estar submissos.
Quando amamos com o coração aberto e sem amarras somos tocados por um sentimento tão puro, tão sublime que nada ainda que queira ou tente atrapalha este amor.
Cantares 8.7
"As muitas águas não podem apagar este amor, nem os rios afoga-lo; ainda que alguém desse os bens de sua casa pelo amor, certamente o desprezariam."    
Como seria lindo ter um amor tão sublime, concorda comigo?
Tenha paciência, porque se tem algo que aprendi em todas as lutas que travei e ainda travo é que Deus tem o tempo certo para liberar cada bênção em nossas vidas e que bênção maior é o verdadeiro amor não é mesmo?
Tudo tem o tempo certo, talvez você já esteja cansado de ouvir isso, mas te garanto que mais cedo do que você imagina terás todos teus sonhos realizados, porque Deus não demora ele capricha!
Novidades?
Eu tenho com certeza: Meu livro Relíquias da Vida já está disponível nos sites da Amazon, Lojas Americanas, Submarino e Estante Virtual o físico, então se gosta de poesia e curte uma boa leitura não deixe de passar por qualquer um destes sites e adquirir, ok? E claro depois me diga aqui o que achou qual a poesia que mais se identifica.
Não esquece de curtir o post e compartilhar com seus amigos, lembre-se você pode ajudar alguém.

Que Deus abençoe seu dia!

Beijos da Ana 😘      

Me encontre aqui nas  Redes Sociais e siga-me
🌠Twitter @anaferlimaautor 🌠Instagram @anaferlimaautor 🌠Facebook @autoraanaferreiralima

You May Also Like

0 comentários

Ela Não Soube Perdoar

Aonde vai Vó?- Perguntou a neta preocupada com a fragilidade com que a avó levantou aquela manhã. – Vou encontrar-me com um velho amigo, ele está internado no hospital em Belo Horizonte, sofreu um infarto e os médicos acham que ele não vai durar muito tempo.
– Dona Sophia, quando quiser o carro já está pronto e lhe aguarda.
O motorista trabalhara para Sophia nos últimos vinte anos e nunca tinha visto a senhora tão abatida, seu ar era de alguém que não tinha dormido, e realmente depois de ter recebido a noticia de que Arthur estava internado, ela não dormia há duas noites e mal tinha se alimentado, a verdade era que o coração latejava, em busca de uma solução, queria voltar ao passado e consertar um erro.
– Estou pronta Marcos, vamos.
– Espera Vovó, eu também vou com a senhora, deixe-me pegar minha bolsa que vamos e nem adianta dizer que não, eu vou junto e pronto.
– Tudo bem querida.
A neta era uma garota exemplar crescera ali naquele sítio e sempre foi muito apegada a avó, e por muitos meses eram somente as duas e os três funcionários que trabalhavam no sítio, ela foi para o carro e enquanto esperava neta sua mente voltava ao passado.
Sophia fora uma garota exemplar, criada também pela avó, aprendeu desde cedo que tinha que lutar pelo que queria se quisesse ser alguém na vida.
Ela frequentou a escola e suas notas sempre foram as melhores da turma, era adorada pelos professores e sua avó nunca teve uma queixa, parecia que a história se repetia com sua neta, as duas eram muito parecida até na aparência, Sophia via e si mesma quando conversava com a neta.
Em seu interior sempre se perguntava como havia sido sua mãe, a mãe de Sophia morreu de bala perdida em um dia fatídico em que ela iria dar inicio em suas aulas da Faculdade de Letras, ela morreu antes mesmo de chegar ao hospital, após isso a avó se mudou com Sophia ainda pequena aos dois anos de idade para uma cidadezinha do interior de Minas Gerais, morando em um Sítio nunca lhe faltou aventuras e diversão, nem amizades sinceras e leais.

Continue Lendo....

Dica de Leitura

Dica de Leitura
Da mesma autora do blog!

Postagem em destaque

[Top 20] Seja um porto seguro na vida de alguém

E amar inclui respeitar o outro e aceita-lo como um ser humano real sem idealizações, porque meu bem perfeito ninguém é, ninguém muda p...

Marcadores

CNPJ 20445389/0001-96 EMPRESA DO GRUPO ACP DIGITAL MARKETING . Tecnologia do Blogger.

Seguir Por Email