Escrevendo com música

by - 18:20

 http://www.facebook.com/mellpublicacoesemarketing

Muitos me perguntam qual minha inspiração para escrever? E eu sempre respondo musicas e sonhos! 
Eu sempre escrevo ouvindo música, isso é fato e tenho grande bloqueio, se não tenho músicas para ouvir quando preciso escrever. Mesmo quando surge uma ideia fantástica, se eu não estiver ouvindo música, ela continua uma simples ideia. 
Já ouvi muitos dizerem que não conseguem ouvir musica durante a leitura ou durante a escrita, pois ela atrapalha e causa desconcentração, isso pode acontecer quando o leitor ou escritor não consegue aproveitar os benefícios de ambas as atividades, escrita e musica.

Na verdade não é fácil de início, aprender a tirar proveito da música para escrever, requer bastante concentração e muita criatividade.
Então vamos ao primeiro exercício...  

Escolha sua música preferida, procure um lugar confortável, aumente o volume, até que você só possa ouvir a música, sem interferências externas. Crie sua bolha musical, agora preste atenção nas melodias, deixe a música preencher você e não pense em mais nada, apenas curta o som. 
Perceba que à medida que você vai se conectando com a música, ela automaticamente vai ficando no volume ideal para você, se precisar abaixar o volume, pode abaixar e encontre o tom perfeito para você. 
Após escutar e música inteira, repita o processo com a mesma música, mas agora vamos trabalhar!

Independente se você é escritor ou não, curta o momento e aprenda a aproveitar sua imaginação. Assim que a música começar pela segunda vez, crie em sua mente, um cenário para ela. Pinte um quadro em sua mente e conforme a música for te levando, comece a rodar este quadro, como um holograma. Mude os ângulos, as cores, o tempo, aproveite cada detalhe. 
Repita pela terceira vez e recrie o mesmo holograma agora reparando em cada detalhe, melhorando cada cor, cada movimento... 
Assim você, estará estimulando sua mente a gravar, essa música com esta cena que você criou, isso serve para sua memória ficar mais ativa, caso você tenha uma ideia e não possa escrever naquele exato momento. Assim você consegue relacionar a cena com a música e sempre que ouvi-la novamente, vai conseguir reproduzir seu cenário.

Agora vem a parte mais divertida!
Coloque em palavras o que você criou, e não se esqueça de escrever ouvindo sua música, mas não se esqueça de encontrar o volume ideal para você conseguir ouvir seus pensamentos. Descrever a cena criada é muito mais fácil do que apenas criar uma cena a partir de palavras, uma vez que a cena está criada em sua mente, você pode descrevê-la de qualquer ponto de vista, como uma imagem em 3D. 
Mude o angulo, aproxime, afaste, deixe em câmera lenta, você pode fazer o que quiser com sua cena e passar para o papel, agora não precisa mais ter imaginação, apenas ser detalhista. Agora que está pronto, comece a ler, mas sem a musica e perceba a falta que ela faz, deixando a imagem escrita muito mais simples, depois leia novamente com a musica e leia o pequeno filme que você acabou de escrever! Incrível não é?

Faça isso com vários gêneros musicais, até encontrar seu preferido para escrever e com o tempo, você vai perceber, que é bem mais fácil escrever com música do que você imaginou!

Beijos escritos!

Jaqueline Cristina

Autora de A Origem da Rosa

You May Also Like

0 comentários

Ela Não Soube Perdoar

Aonde vai Vó?- Perguntou a neta preocupada com a fragilidade com que a avó levantou aquela manhã. – Vou encontrar-me com um velho amigo, ele está internado no hospital em Belo Horizonte, sofreu um infarto e os médicos acham que ele não vai durar muito tempo.
– Dona Sophia, quando quiser o carro já está pronto e lhe aguarda.
O motorista trabalhara para Sophia nos últimos vinte anos e nunca tinha visto a senhora tão abatida, seu ar era de alguém que não tinha dormido, e realmente depois de ter recebido a noticia de que Arthur estava internado, ela não dormia há duas noites e mal tinha se alimentado, a verdade era que o coração latejava, em busca de uma solução, queria voltar ao passado e consertar um erro.
– Estou pronta Marcos, vamos.
– Espera Vovó, eu também vou com a senhora, deixe-me pegar minha bolsa que vamos e nem adianta dizer que não, eu vou junto e pronto.
– Tudo bem querida.
A neta era uma garota exemplar crescera ali naquele sítio e sempre foi muito apegada a avó, e por muitos meses eram somente as duas e os três funcionários que trabalhavam no sítio, ela foi para o carro e enquanto esperava neta sua mente voltava ao passado.
Sophia fora uma garota exemplar, criada também pela avó, aprendeu desde cedo que tinha que lutar pelo que queria se quisesse ser alguém na vida.
Ela frequentou a escola e suas notas sempre foram as melhores da turma, era adorada pelos professores e sua avó nunca teve uma queixa, parecia que a história se repetia com sua neta, as duas eram muito parecida até na aparência, Sophia via e si mesma quando conversava com a neta.
Em seu interior sempre se perguntava como havia sido sua mãe, a mãe de Sophia morreu de bala perdida em um dia fatídico em que ela iria dar inicio em suas aulas da Faculdade de Letras, ela morreu antes mesmo de chegar ao hospital, após isso a avó se mudou com Sophia ainda pequena aos dois anos de idade para uma cidadezinha do interior de Minas Gerais, morando em um Sítio nunca lhe faltou aventuras e diversão, nem amizades sinceras e leais.

Continue Lendo....

Dica de Leitura

Dica de Leitura
Da mesma autora do blog!

Postagem em destaque

[Top 20] Seja um porto seguro na vida de alguém

E amar inclui respeitar o outro e aceita-lo como um ser humano real sem idealizações, porque meu bem perfeito ninguém é, ninguém muda p...

Marcadores

CNPJ 20445389/0001-96 EMPRESA DO GRUPO ACP DIGITAL MARKETING . Tecnologia do Blogger.

Seguir Por Email