Lidando com o bloqueio Criativo

by - 16:18


Olá amores, como vão? Andei escrevendo muito, então por isso as postagens aqui no blog reduziram, estou como já sabem terminando um novo livro que será lançado até o final do próximo mês, então estou muito focada neste novo romance, aguardem por novidades.
Vocês sabem porque alguns escritores sofrem de bloqueio na hora de escrever?
Este tipo de bloqueio pode ocorrer até com escritores mais renomados e consagrados, e ocorrem por vários fatores, estresse pode ser um deles e muitas vezes a  rotina também não ajuda muito a inspiração chegar.
 O começo de uma historia é sempre a parte mais difícil, como por no papel aquilo que está guardado na cabeça, as vezes vale fazer uma pausa nas atividades e virar a rotina ao avesso, ir para um local novo e tranquilo longe das preocupações que te atormentam.
Há pessoas que dizem que a atividade física é essencial ao processo mental é a mais pura verdade. Se nada acontece ao sentar-se na frente do computador, vá dar uma volta. Bata uma bolinha, corra em volta do quarteirão. Leve o bloco de notas com você. Sangue novo circulará pelo seu cérebro e ele ficará mais disposto a trabalhar.
E se você esta em dúvida de como iniciar seu livro, a dica é você começar a escrever pelo meio da história, as vezes começando assim você encontrará o inicio que procurava, eu sempre procuro estar perto da natureza, funciona muito bem respirar ar puro, escutar o som da natureza vai me faz muito bem, pode fazer bem a você também  e devolverá a inspiração que você tinha perdido, eu recebi da Amazon algumas dicas que foram escritas por Richard Ridley e vou compartilhar com vocês porque são valiosas estratégias que você pode usar na hora da escrita.
1. Tom: o tom do seu primeiro parágrafo deve indicar o gênero do seu livro. Está escrevendo uma história de terror? O tom deve ser ameaçador. Planeja escrever um mistério? Seu primeiro parágrafo deve ter um ar enigmático. No caso de um romance, deve haver um ar de desejo. Quando os leitores terminarem o primeiro parágrafo, eles devem ser capazes de saber que tipo de livro estão prestes a ler.

2. Personagens: conheça seus personagens principais antes de começar a escrever. Não importa a maneira que fará isso, mas é preciso ter um conhecimento detalhado sobre o passado dos seus personagens principais antes de estruturar seu enredo. Além disso, tenha consciência de como sua história os fará mudar.

3. Pausas: pare de escrever quando souber o que acontecerá em seguida. Reserve um tempo para refletir sobre os detalhes da próxima parte da história. Deixe suas ideias tomarem um ar.

4. Enredo: saber o final da sua história antes de escrevê-la lhe ajudará a concluir o primeiro rascunho mais rapidamente. Saber o destino da sua história ajuda a concluir o trabalho em tempo recorde.

5. Simplesmente escreva: não tente atingir a perfeição... pelo menos não logo da primeira vez. Escreva seu primeiro rascunho sem muito capricho. Deixe fluir e permita que seus dedos percorram livremente pelo teclado.

Tenha em mente para que você quer escrever? Qual o seu objetivo com aquela história?  Com essas perguntas respondidas siga em frente rumo ao novo best Seller.
Gostou do post? Que tal compartilhar com seus amigos? Não esqueça você pode ajudar alguém!

Beijos da Ana 😚

Sigam-me nas Redes Sociais

Twitter @anaferlimaautor Instagram @anaferlimaautor Facebook @autoraanaferreiralima  

You May Also Like

0 comentários

Ela Não Soube Perdoar

Aonde vai Vó?- Perguntou a neta preocupada com a fragilidade com que a avó levantou aquela manhã. – Vou encontrar-me com um velho amigo, ele está internado no hospital em Belo Horizonte, sofreu um infarto e os médicos acham que ele não vai durar muito tempo.
– Dona Sophia, quando quiser o carro já está pronto e lhe aguarda.
O motorista trabalhara para Sophia nos últimos vinte anos e nunca tinha visto a senhora tão abatida, seu ar era de alguém que não tinha dormido, e realmente depois de ter recebido a noticia de que Arthur estava internado, ela não dormia há duas noites e mal tinha se alimentado, a verdade era que o coração latejava, em busca de uma solução, queria voltar ao passado e consertar um erro.
– Estou pronta Marcos, vamos.
– Espera Vovó, eu também vou com a senhora, deixe-me pegar minha bolsa que vamos e nem adianta dizer que não, eu vou junto e pronto.
– Tudo bem querida.
A neta era uma garota exemplar crescera ali naquele sítio e sempre foi muito apegada a avó, e por muitos meses eram somente as duas e os três funcionários que trabalhavam no sítio, ela foi para o carro e enquanto esperava neta sua mente voltava ao passado.
Sophia fora uma garota exemplar, criada também pela avó, aprendeu desde cedo que tinha que lutar pelo que queria se quisesse ser alguém na vida.
Ela frequentou a escola e suas notas sempre foram as melhores da turma, era adorada pelos professores e sua avó nunca teve uma queixa, parecia que a história se repetia com sua neta, as duas eram muito parecida até na aparência, Sophia via e si mesma quando conversava com a neta.
Em seu interior sempre se perguntava como havia sido sua mãe, a mãe de Sophia morreu de bala perdida em um dia fatídico em que ela iria dar inicio em suas aulas da Faculdade de Letras, ela morreu antes mesmo de chegar ao hospital, após isso a avó se mudou com Sophia ainda pequena aos dois anos de idade para uma cidadezinha do interior de Minas Gerais, morando em um Sítio nunca lhe faltou aventuras e diversão, nem amizades sinceras e leais.

Continue Lendo....

Dica de Leitura

Dica de Leitura
Da mesma autora do blog!

Postagem em destaque

[Top 20] Seja um porto seguro na vida de alguém

E amar inclui respeitar o outro e aceita-lo como um ser humano real sem idealizações, porque meu bem perfeito ninguém é, ninguém muda p...

Marcadores

CNPJ 20445389/0001-96 EMPRESA DO GRUPO ACP DIGITAL MARKETING . Tecnologia do Blogger.

Seguir Por Email