Ele foi meu anjo

by - 18:31


"Todo relacionamento deixa marcas, algumas boas outras ruins, deixe as ruins de lado e guarde somente o que foi bom."
Em todos os lugares vemos e lemos mensagens nos encorajando a seguir em frente e a base é sempre algo que não deu certo, outrora um relacionamento que acabou mal, de forma inesperada deixando uma das partes despedaçada por assim dizer.
E se tal acontecimento tivesse acabado por escolha? E se esse relacionamento não tiver acabado mal, mas por escolha dos dois?
Na vida temos muitas escolhas sempre temos que optar entre um caminho e outro, e a realidade brinca com nossa mente fazendo imagens como se fosse algo definitivo e perturbador.
Assim como seguir em frente é necessário, saber até onde você deve ir também, não estou dizendo que você deva desistir de seus sonhos ou que  terminar com aquela pessoa de que tanto gosta, mas que as vezes ponderar sobre o melhor caminho e sobre o que ainda se quer é sim uma demonstração de que você cresceu e amadureceu com as provas pelo caminho.
Eu vivi alguns anos com uma pessoa que foi leal enquanto tivemos juntos, todos os dias eram de uma intensa alegria e todos os passeios marcados por sorrisos incontáveis, posso contar as vezes em que brigamos, olhávamos um para o outro e então sabíamos o que era, nunca vi nenhuma relação tão proveitosa como a nossa, mas um belo dia se foi e se foi deixando em mim aquela sensação de que eu finalmente tinha vivido.
Chorei? Sofri?
Não.
Mas sou grata por ter compartilhado de momentos tão bárbaros com uma pessoa tão especial.
Te digo não é porque acabou que você tem que ficar triste, a vida continua, aproveite e curta novos bons momentos, guarde o que passou porque tudo que é bom dura o tempo suficiente para se tornar imortal em nossas mentes.
Seja um anjo na vida de alguém, e se um dia acabar, pelo menos você terá vivido os melhores momentos de sua vida, não se prive de nada, mas saiba aproveitar cada seguindo, porque a vida é curta e não volta o que fica é a saudade de tempos vividos, faça com que esta saudade seja um sentimento bom, que só te traga boas lembranças.

*****************************************************************************

Eu ainda não escrevi nenhuma resenha, então estou em débito, mas garanto que em breve estará aqui, mas não sei dizer quando, basta aguardar, pois tenho me dedicado a escrita e ao término de uma das minhas sagas favoritas, e elas não vou resenha ainda.


Beijos doces!

    Ana Ferreira Lima
Sigam-me nas redes sociais
*Twitter @anaferlimaautor *Instagram @anaferlimaautor *Facebook @autoraanaferreiralima

You May Also Like

0 comentários

Ela Não Soube Perdoar

Aonde vai Vó?- Perguntou a neta preocupada com a fragilidade com que a avó levantou aquela manhã. – Vou encontrar-me com um velho amigo, ele está internado no hospital em Belo Horizonte, sofreu um infarto e os médicos acham que ele não vai durar muito tempo.
– Dona Sophia, quando quiser o carro já está pronto e lhe aguarda.
O motorista trabalhara para Sophia nos últimos vinte anos e nunca tinha visto a senhora tão abatida, seu ar era de alguém que não tinha dormido, e realmente depois de ter recebido a noticia de que Arthur estava internado, ela não dormia há duas noites e mal tinha se alimentado, a verdade era que o coração latejava, em busca de uma solução, queria voltar ao passado e consertar um erro.
– Estou pronta Marcos, vamos.
– Espera Vovó, eu também vou com a senhora, deixe-me pegar minha bolsa que vamos e nem adianta dizer que não, eu vou junto e pronto.
– Tudo bem querida.
A neta era uma garota exemplar crescera ali naquele sítio e sempre foi muito apegada a avó, e por muitos meses eram somente as duas e os três funcionários que trabalhavam no sítio, ela foi para o carro e enquanto esperava neta sua mente voltava ao passado.
Sophia fora uma garota exemplar, criada também pela avó, aprendeu desde cedo que tinha que lutar pelo que queria se quisesse ser alguém na vida.
Ela frequentou a escola e suas notas sempre foram as melhores da turma, era adorada pelos professores e sua avó nunca teve uma queixa, parecia que a história se repetia com sua neta, as duas eram muito parecida até na aparência, Sophia via e si mesma quando conversava com a neta.
Em seu interior sempre se perguntava como havia sido sua mãe, a mãe de Sophia morreu de bala perdida em um dia fatídico em que ela iria dar inicio em suas aulas da Faculdade de Letras, ela morreu antes mesmo de chegar ao hospital, após isso a avó se mudou com Sophia ainda pequena aos dois anos de idade para uma cidadezinha do interior de Minas Gerais, morando em um Sítio nunca lhe faltou aventuras e diversão, nem amizades sinceras e leais.

Continue Lendo....

Dica de Leitura

Dica de Leitura
Da mesma autora do blog!

Postagem em destaque

[Top 20] Seja um porto seguro na vida de alguém

E amar inclui respeitar o outro e aceita-lo como um ser humano real sem idealizações, porque meu bem perfeito ninguém é, ninguém muda p...

Marcadores

CNPJ 20445389/0001-96 EMPRESA DO GRUPO ACP DIGITAL MARKETING . Tecnologia do Blogger.

Seguir Por Email