[Crônica] Abandono

by - 14:23


Quando escrevi Amores Que Curam eu me inspirei em milhares de animais que são abandonados por suas 'famílias' por assim dizer e em sentimentos viciosos.
Aqui em meu  bairro assim como em toda cidade  todos os dias encontramos animais cujos donos foram embora e deixaram eles para trás ou simplesmente não querem mais.
Aí me pergunto quando você se encher de você vai se jogar fora? Sim quando chegar o dia em que estiver avançado na idade, vai se jogar no lixo como algo inútil?
A sua resposta certamente será não, então te pergunto porque abandonar o animais se são assim como uma criança indefesos?
O artigo 32 da Lei Federal de Nº 9.605 de 1998 (Lei de Crimes Ambientais) ressalta que é crime maus tratos e abandono animal, infelizmente esta lei quem tem que vigiar para que ela seja cumprida somos cada um de nós, como?
Denuncie!
Sim denuncie, gente sou uma pessoa apaixonada por animais, por gatos, cachorros, coelhos, enfim a lista é grande, e para falar a verdade fico bastante chateada quando vejo uma cena de crueldade com eles, porque como já disse são indefesos e se hoje escrevo isso é por um motivo a mais.
Ontem foram abandonados cinco gatinhos na porta da minha casa um mais lindo que o outro, um mais lindo que o outro meu coração cortou ao meio, eles estavam assustados e muito arisco como é natural de todo gato quando vê um desconhecido, peguei tratei deles e vou levar para adoção, afinal não posso ficar com todos eles, aqui já tenho quatro imagine mais cinco?!
É muito para um casa tão pequena. Mas eu gostaria de levar você a refletir, se não vai cuidar dê para outra pessoa ou leve para adoção, no Facebook tem grupos e páginas que são voltadas para adoção de animais, então procure saber antes de abandonar o pobre animal.
Não faça com o outro o que você não quer para você!
Gosta de ler? A Amazon está com livros de grandes autores da Editora Companhia das Letras de até 50% off, que tal aproveitar?
Acesse este link  http://digitaltrk.com/v2/115c2cecc05 e corra para o abraço!
Aproveite e boa leitura galera!

Beijos escritos e até a próxima!
    
Ana Ferreira Lima
Me encontrem aqui:
*Twitter @anaferlimaautor *Instagram @anaferlimaautor *Facebook @autoraanaferreiralima

You May Also Like

0 comentários

Ela Não Soube Perdoar

Aonde vai Vó?- Perguntou a neta preocupada com a fragilidade com que a avó levantou aquela manhã. – Vou encontrar-me com um velho amigo, ele está internado no hospital em Belo Horizonte, sofreu um infarto e os médicos acham que ele não vai durar muito tempo.
– Dona Sophia, quando quiser o carro já está pronto e lhe aguarda.
O motorista trabalhara para Sophia nos últimos vinte anos e nunca tinha visto a senhora tão abatida, seu ar era de alguém que não tinha dormido, e realmente depois de ter recebido a noticia de que Arthur estava internado, ela não dormia há duas noites e mal tinha se alimentado, a verdade era que o coração latejava, em busca de uma solução, queria voltar ao passado e consertar um erro.
– Estou pronta Marcos, vamos.
– Espera Vovó, eu também vou com a senhora, deixe-me pegar minha bolsa que vamos e nem adianta dizer que não, eu vou junto e pronto.
– Tudo bem querida.
A neta era uma garota exemplar crescera ali naquele sítio e sempre foi muito apegada a avó, e por muitos meses eram somente as duas e os três funcionários que trabalhavam no sítio, ela foi para o carro e enquanto esperava neta sua mente voltava ao passado.
Sophia fora uma garota exemplar, criada também pela avó, aprendeu desde cedo que tinha que lutar pelo que queria se quisesse ser alguém na vida.
Ela frequentou a escola e suas notas sempre foram as melhores da turma, era adorada pelos professores e sua avó nunca teve uma queixa, parecia que a história se repetia com sua neta, as duas eram muito parecida até na aparência, Sophia via e si mesma quando conversava com a neta.
Em seu interior sempre se perguntava como havia sido sua mãe, a mãe de Sophia morreu de bala perdida em um dia fatídico em que ela iria dar inicio em suas aulas da Faculdade de Letras, ela morreu antes mesmo de chegar ao hospital, após isso a avó se mudou com Sophia ainda pequena aos dois anos de idade para uma cidadezinha do interior de Minas Gerais, morando em um Sítio nunca lhe faltou aventuras e diversão, nem amizades sinceras e leais.

Continue Lendo....

Dica de Leitura

Dica de Leitura
Da mesma autora do blog!

Postagem em destaque

[Top 20] Seja um porto seguro na vida de alguém

E amar inclui respeitar o outro e aceita-lo como um ser humano real sem idealizações, porque meu bem perfeito ninguém é, ninguém muda p...

Marcadores

CNPJ 20445389/0001-96 EMPRESA DO GRUPO ACP DIGITAL MARKETING . Tecnologia do Blogger.

Seguir Por Email