[Crônica] Recomece curando sua vida e esquecendo as feridas

by - 19:12


É lindo quando a primavera chega e toma conta do seu coração, e apesar de muitos desencontros a vida mostra sua beleza te fazendo ver que é possível sim recomeçar com gás total.
O que seria dos términos se não existisse os recomeços?
 Tem momentos na vida que tudo parece dar errado, e falando em errado, sabe aquele casal que vive brigando, separa- reata e o ciclo é vicioso.
Assim se vão anos e anos, quem está de fora já não consegue ver amor ou sentimento nenhum, o que rola? Afinal porque não conseguem encarar o término?
Será que ficar sozinho é tão ruim assim? Mas a verdade é que tem momentos na vida que o melhor que você tem a fazer é ficar só mesmo, para se redescobrir, se reconhecer.
Muitas vezes assumir que perdeu, não significa que você é um perdedor, significa que você está pronto para partir para outra etapa de sua vida, uma etapa mais linda, brilhante e cheia de alegria. Deixe que a primavera da nova fase carregue sua vida com belas paisagens, afinal todos merecemos ser felizes.
O dia dos namorados passou e você o que fez?
Se deu presente? Se ame, mostre para todos o grande amor que existe em você, e deixe que as pessoas falem o que quiserem ninguém paga suas contas nem veste suas dores.
Na maioria das vezes é sozinho que você se encontra quando o coração chora por alguma decepção ou por alguém que não soube reconhecer o seu amor, seu valor.
Esteja pronto para está só, para se sentir bem, está é uma condição fundamental para qualquer relacionamento dar certo- ser feliz com você mesmo- até porque ninguém é responsável pela sua felicidade, não a coloque nas mãos de ninguém, mas aprenda a ser feliz em cada momento.
 Não importa o quanto sua vida esteja naufragando, erga-se do poço em que você mesmo se colocou apenas você pode faze-lo- recomece.
Por que não fazer uma viagem?
Ou ler um novo livro? Assistir aquele seriado que você tanto andava querendo? Visitar aqueles amigos que você esqueceu quando estava no "paraíso" acredite que eles estão sedentos por sua falta.
E no mais viva como se o passado já não importasse na espera de um futuro brilhante.
Curtiu o post?
Então que tal curtir, comentar, compartilhar com teus amigos e siga o blog na aba ali do lado. 
Estamos ativos no Instagram sigam- @mellpmarketing ❤.  
  

Beijos escritos e até a próxima.

Ana Ferreira Lima
Me encontrem aqui:
*Twitter @anaferlimaautor *Instagram @anaferlimaautor *Facebook @autoraanaferreiralima

You May Also Like

0 comentários

Ela Não Soube Perdoar

Aonde vai Vó?- Perguntou a neta preocupada com a fragilidade com que a avó levantou aquela manhã. – Vou encontrar-me com um velho amigo, ele está internado no hospital em Belo Horizonte, sofreu um infarto e os médicos acham que ele não vai durar muito tempo.
– Dona Sophia, quando quiser o carro já está pronto e lhe aguarda.
O motorista trabalhara para Sophia nos últimos vinte anos e nunca tinha visto a senhora tão abatida, seu ar era de alguém que não tinha dormido, e realmente depois de ter recebido a noticia de que Arthur estava internado, ela não dormia há duas noites e mal tinha se alimentado, a verdade era que o coração latejava, em busca de uma solução, queria voltar ao passado e consertar um erro.
– Estou pronta Marcos, vamos.
– Espera Vovó, eu também vou com a senhora, deixe-me pegar minha bolsa que vamos e nem adianta dizer que não, eu vou junto e pronto.
– Tudo bem querida.
A neta era uma garota exemplar crescera ali naquele sítio e sempre foi muito apegada a avó, e por muitos meses eram somente as duas e os três funcionários que trabalhavam no sítio, ela foi para o carro e enquanto esperava neta sua mente voltava ao passado.
Sophia fora uma garota exemplar, criada também pela avó, aprendeu desde cedo que tinha que lutar pelo que queria se quisesse ser alguém na vida.
Ela frequentou a escola e suas notas sempre foram as melhores da turma, era adorada pelos professores e sua avó nunca teve uma queixa, parecia que a história se repetia com sua neta, as duas eram muito parecida até na aparência, Sophia via e si mesma quando conversava com a neta.
Em seu interior sempre se perguntava como havia sido sua mãe, a mãe de Sophia morreu de bala perdida em um dia fatídico em que ela iria dar inicio em suas aulas da Faculdade de Letras, ela morreu antes mesmo de chegar ao hospital, após isso a avó se mudou com Sophia ainda pequena aos dois anos de idade para uma cidadezinha do interior de Minas Gerais, morando em um Sítio nunca lhe faltou aventuras e diversão, nem amizades sinceras e leais.

Continue Lendo....

Dica de Leitura

Dica de Leitura
Da mesma autora do blog!

Postagem em destaque

[Top 20] Seja um porto seguro na vida de alguém

E amar inclui respeitar o outro e aceita-lo como um ser humano real sem idealizações, porque meu bem perfeito ninguém é, ninguém muda p...

Marcadores

CNPJ 20445389/0001-96 EMPRESA DO GRUPO ACP DIGITAL MARKETING . Tecnologia do Blogger.

Seguir Por Email