[Literatura] Vitor Seravalli promove evento de lançamento do romance “Sem Você”, publicado em duas versões

by - 10:57



O livro apresenta, nas versões “especial” e “simples”, uma história de amor com aventura, suspense, 
cultura e lugares inesquecíveis.
Engenheiro Químico pela Universidade Estadual de Campinas e Coach na área de Sustentabilidade Socioambiental, Vitor é, também, um escritor atento que busca na literatura a leveza das palavras. Após lançar, em 20016, a obra “Lições: Somatório de Histórias”, Vitor se mostra um sensível romancista publicando duas versões do romance “Sem Você”, pela Editora Kazuá. O coquetel de lançamento acontece nesta sexta-feira, 29, no Espaço Cultural Kazuá, na Santa Cecília, e tem início às 19h.
“SEM VOCÊ”
O romance “Sem Você”, de Vitor Seravalli, trata do amor entre os personagens Luiza e Ricardo, dotado de excelência narrativa, apresentada em capítulos homenageando as crônicas tão já bem escritas pelo autor; é povoado de imagens, que o levará a excursionar de forma elegante, poética, repleta de suspense, mistério, sensualidade e adrenalina a lugares históricos, exóticos, com toques de musicalidade. Pulicado em duas edições, uma de luxo e uma simplificada, a obra é apresentada em dois formatos que chegam ao público leitor com propostas diferentes, mas mantendo a mesma linha de raciocínio e primor gráfico.
A Edição Especial apresenta 501 páginas, todas elas ilustradas em papel especial com o mesmo conceito da capa do livro, que conta com uma apurada direção de arte e traz cores vibrantes e chamativas. A Edição Simples, por sua vez, traz 230 páginas, onde a temática é abordada sob outro conceito, mais clean, em páginas simples, brancas e ilustrações abrindo cada capítulo.
O AUTOR
O autor Vitor Seravalli sempre gostou muito de escrever e um de seus principais objetivos é compartilhar sua experiência de vida, desenvolvida em atividades e projetos principalmente nas áreas de Sustentabilidade Empresarial e Desenvolvimento Humano.
Vitor começou escrevendo Poesia, depois migrando para a produção de prosa, contos e crônicas. Suas viagens pelo mundo são inspiração para os cenários das histórias, e o mesmo para suas atividades como Palestrante, Consultor, Facilitador, Professor, e Coach na área de Desenvolvimento de Lideranças.

Para mais informações, contatar:
Editora Kazuá
 (11) 997-722-948 – Yuri Dinalli

You May Also Like

0 comentários

Ela Não Soube Perdoar

Aonde vai Vó?- Perguntou a neta preocupada com a fragilidade com que a avó levantou aquela manhã. – Vou encontrar-me com um velho amigo, ele está internado no hospital em Belo Horizonte, sofreu um infarto e os médicos acham que ele não vai durar muito tempo.
– Dona Sophia, quando quiser o carro já está pronto e lhe aguarda.
O motorista trabalhara para Sophia nos últimos vinte anos e nunca tinha visto a senhora tão abatida, seu ar era de alguém que não tinha dormido, e realmente depois de ter recebido a noticia de que Arthur estava internado, ela não dormia há duas noites e mal tinha se alimentado, a verdade era que o coração latejava, em busca de uma solução, queria voltar ao passado e consertar um erro.
– Estou pronta Marcos, vamos.
– Espera Vovó, eu também vou com a senhora, deixe-me pegar minha bolsa que vamos e nem adianta dizer que não, eu vou junto e pronto.
– Tudo bem querida.
A neta era uma garota exemplar crescera ali naquele sítio e sempre foi muito apegada a avó, e por muitos meses eram somente as duas e os três funcionários que trabalhavam no sítio, ela foi para o carro e enquanto esperava neta sua mente voltava ao passado.
Sophia fora uma garota exemplar, criada também pela avó, aprendeu desde cedo que tinha que lutar pelo que queria se quisesse ser alguém na vida.
Ela frequentou a escola e suas notas sempre foram as melhores da turma, era adorada pelos professores e sua avó nunca teve uma queixa, parecia que a história se repetia com sua neta, as duas eram muito parecida até na aparência, Sophia via e si mesma quando conversava com a neta.
Em seu interior sempre se perguntava como havia sido sua mãe, a mãe de Sophia morreu de bala perdida em um dia fatídico em que ela iria dar inicio em suas aulas da Faculdade de Letras, ela morreu antes mesmo de chegar ao hospital, após isso a avó se mudou com Sophia ainda pequena aos dois anos de idade para uma cidadezinha do interior de Minas Gerais, morando em um Sítio nunca lhe faltou aventuras e diversão, nem amizades sinceras e leais.

Continue Lendo....

Dica de Leitura

Dica de Leitura
Da mesma autora do blog!

Postagem em destaque

[Top 20] Seja um porto seguro na vida de alguém

E amar inclui respeitar o outro e aceita-lo como um ser humano real sem idealizações, porque meu bem perfeito ninguém é, ninguém muda p...

Marcadores

CNPJ 20445389/0001-96 EMPRESA DO GRUPO ACP DIGITAL MARKETING . Tecnologia do Blogger.

Seguir Por Email