27 de set de 2018

[Resenha] Dezesseis: A estrada da Morte por Simone Pesci


https://www.amazon.com.br/DEZESSEIS-ESTRADA-MORTE-Simone-Pesci-ebook/dp/B07959MY4X
Olá amores literários, como estão?
Aos poucos estou colocando minha leitura em dia ah e como eu amo ler!
A primeira impressão que tive deste livro é de um livro de terror não somente pelo título mais pela capa também e fui surpreendida por uma versão da música do Legião Urbana muito bem narrada e contada porque uma história pode sim ser contada várias vezes, porque cada um tem o seu ponto de vista particular sobre o caso.
João Roberto ou Johnny como era chamado, vivia a vida de forma louca  em vários Racha,  eram dias regados a todo tipo de  bebida e drogas a vida era uma verdadeira brincadeira.
E tudo segui seu fluxo até que ele conhece Ana Cláudia uma garota linda e diferente, e o que era mais diferente e a torna mais distante para ele era o fato dela ser filha de quem é e ter um namorado a tirar colo.

"Disciplina é liberdade

Compaixão é fortaleza

Ter bondade é ter coragem."  Há tempos- Legião Urbana

O livro segue e somos levados a altos e baixos, somos guiados pela mente de um jovem rebelde e vive a vida de forma quase doentia sempre no limite.
Seu então grande rival Samuel o playboy que o desafia para uma queda de braço, ele, porém reverte o desafio para um racha, ambos lutando pelo amor de Ana.
 Ele vencerá o racha? O que de fato levou Johnny a tomar a decisão de seguir adiante com aquele desafio?
Um livro lindo e de grandes emoções, prepare-se para viver fortes emoções.
Uma história intensa do início ao fim que muito me impressionou e me fez querer conhecer a música do Legião Urbana que confesso ainda não conhecia- esta -  é uma boa pedida para ler e meditar sobre a importância das escolha e da vida.

Ficha Técnica

Título- Dezesseis: a estrada da morte

Autor- Simone Pesci

Disponibilidade: Amazon

Quantidade de Páginas: 385 páginas

Sinopse:
João Roberto, conhecido por todos como Johnny — O Rei dos Pegas — acabara de completar “Dezesseis”. Estereotipado como “rebelde sem causa”, levava uma vida desregrada, ao lado dos amigos, mostrando-se o cara legal e o maioral. Desejado por muitas garotas, sempre vencia os rachas que participava. Porém, ele não contava com um sobressalto do destino... Assim, apaixonou-se por Ana Cláudia, uma linda e doce garota que se tornaria sua salvação, bem como sua perdição. Dentre tantos conflitos e percalços para ficar ao lado de seu grande amor, Johnny entra de cabeça em uma disputa com destino à estrada da morte.

Inspirado na canção “Dezesseis” — da banda brasileira Legião Urbana — este é um enredo de amor recheado com muitas aventuras.

Apaixone-se, retorne no tempo, relembre seus “Dezesseis”... e seja, você também, um “rebelde sem causa”... 

Minha Nota

✨✨✨✨✨
Meus parabéns a autora por nos blindar com este livro singular, amei me sentir na pele do grande Johnny e sentir os dramas pelos quais ele passou.
Quantas estrelas?
Como sempre cinco, certo?! 
Gostou do post?
Então venha juntar-se a tribo: segue o blog, basta clicar ali do lado em seguir e compartilhar com teus amigos este post.

Comente, compartilhe e siga o blog!

Beijos literários,

Márcia Lima 


Siga-me nas redes sociais:

Facebook @autoraanaferreiralima Twitter @marcialimaautor Instagram @marcialimaautor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ela Não Soube Perdoar

Aonde vai Vó?- Perguntou a neta preocupada com a fragilidade com que a avó levantou aquela manhã. – Vou encontrar-me com um velho amigo, ele está internado no hospital em Belo Horizonte, sofreu um infarto e os médicos acham que ele não vai durar muito tempo.
– Dona Sophia, quando quiser o carro já está pronto e lhe aguarda.
O motorista trabalhara para Sophia nos últimos vinte anos e nunca tinha visto a senhora tão abatida, seu ar era de alguém que não tinha dormido, e realmente depois de ter recebido a noticia de que Arthur estava internado, ela não dormia há duas noites e mal tinha se alimentado, a verdade era que o coração latejava, em busca de uma solução, queria voltar ao passado e consertar um erro.
– Estou pronta Marcos, vamos.
– Espera Vovó, eu também vou com a senhora, deixe-me pegar minha bolsa que vamos e nem adianta dizer que não, eu vou junto e pronto.
– Tudo bem querida.
A neta era uma garota exemplar crescera ali naquele sítio e sempre foi muito apegada a avó, e por muitos meses eram somente as duas e os três funcionários que trabalhavam no sítio, ela foi para o carro e enquanto esperava neta sua mente voltava ao passado.
Sophia fora uma garota exemplar, criada também pela avó, aprendeu desde cedo que tinha que lutar pelo que queria se quisesse ser alguém na vida.
Ela frequentou a escola e suas notas sempre foram as melhores da turma, era adorada pelos professores e sua avó nunca teve uma queixa, parecia que a história se repetia com sua neta, as duas eram muito parecida até na aparência, Sophia via e si mesma quando conversava com a neta.
Em seu interior sempre se perguntava como havia sido sua mãe, a mãe de Sophia morreu de bala perdida em um dia fatídico em que ela iria dar inicio em suas aulas da Faculdade de Letras, ela morreu antes mesmo de chegar ao hospital, após isso a avó se mudou com Sophia ainda pequena aos dois anos de idade para uma cidadezinha do interior de Minas Gerais, morando em um Sítio nunca lhe faltou aventuras e diversão, nem amizades sinceras e leais.

Dica de Leitura

Dica de Leitura
Da mesma autora do blog!

Postagem em destaque

[Top 20] Seja um porto seguro na vida de alguém

E amar inclui respeitar o outro e aceita-lo como um ser humano real sem idealizações, porque meu bem perfeito ninguém é, ninguém muda p...