18 de nov de 2018

[Crônica] Para todos aqueles que amei e aos que não amei

Hoje decidi criar um post para aquelas pessoas que muitas vezes magoamos sem querer, ah e para aqueles que nos magoaram porque se libertar é bom demais.
Quanta são os caminhos que tomamos quando somos jovens? Caminhos esse que nos levam a lugares bons e ruins   por isso somos feitos de erros e acertos e assim temos grandes aprendizados. Se tem algo que não dá é você ficar em cima do muro sem saber o que irá fazer , viva nem que seja para mostrar aqueles que desacreditaram de você que venceu, apesar de todos os tropeços você conseguiu vencer.
Aos vinte anos conheci uma pessoa que na época era bem popular e o sonho de todas as garotas, mas ele veio em um momento errado. Momento este que para ser bem sincera eu estava em outra vibe sem querer compromisso com ninguém, tive então que ser bem sincera, eu o magoei claro sem dúvidas porque afinal deixei crescer um sentimento que eu não pude corresponder, mas se tivesse continuado com ele teria sido bem pior.
O que quero dizer com isso? Seja honesto com você mesmo e com aqueles que te amam, honestidade vale ouro.
E quem nunca teve um relacionamento assim, que você só assume para não ficar só, não é falta de caráter cada pessoa tem um tempo certo para amadurecer outrora para esquecer   uma paixão.
E por falar nele, paixão esta que nos faz mal e bem ao mesmo tempo, mas como é bom sentir concordam?!
Quem nunca se deixou levar por uma paixão que depois que acabou ficaram as boas lembranças?!
Uma amiga me disse uma vez que sabia que se entregando iria sofrer, mas ainda assim não perdia a esperança porque era melhor viver mesmo sabendo que um dia teria fim, acredite meu amigo estamos fadados a nos magoarmos.
Eu não posso superar suas expectativas se elas forem altas demais a ponto de ninguém consegui alcançar então pense qual a mensagem você está mandando ao universo?
É chegada a hora de fazer as pazes com seu passado com você e com tudo aquilo que você acha que fez de errado, se liberte, se valorize e dê a volta por cima.
A todos aqueles que um dia amei mesmo tendo me frustrado em algum momento ( porque como já disse nem sempre conseguimos suprir todas as expectativas nossa de cada dia), muito obrigada por ter feito parte de vida, e aqueles que eu não consegui amar porque estávamos em sintonia completamente diferente, obrigada por me ensinar a ver a vida como ela deve ser, ou pelo menos como ela deve ser.
E você o que tem que agradecer?
Vamos começar hoje o ano está acabando e eu vou deixar ir com ele tudo que não deu certo todas as experiências negativas apenas levarei os aprendizados, faça você também combinado?!
Não espere mais faça acontecer que com certeza valerá a pena!
Curta, comente e compartilhe com seus amigos este post. Ah e siga o blog  para receber todas as notificações sobre novas postagens.


Beijos e abraços literários!
Márcia Lima
Siga-me nas redes sociais:
Facebook @marciaalimaescritora Twitter @marcialimaautor Instagram @marcialimaautor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ela Não Soube Perdoar

Aonde vai Vó?- Perguntou a neta preocupada com a fragilidade com que a avó levantou aquela manhã. – Vou encontrar-me com um velho amigo, ele está internado no hospital em Belo Horizonte, sofreu um infarto e os médicos acham que ele não vai durar muito tempo.
– Dona Sophia, quando quiser o carro já está pronto e lhe aguarda.
O motorista trabalhara para Sophia nos últimos vinte anos e nunca tinha visto a senhora tão abatida, seu ar era de alguém que não tinha dormido, e realmente depois de ter recebido a noticia de que Arthur estava internado, ela não dormia há duas noites e mal tinha se alimentado, a verdade era que o coração latejava, em busca de uma solução, queria voltar ao passado e consertar um erro.
– Estou pronta Marcos, vamos.
– Espera Vovó, eu também vou com a senhora, deixe-me pegar minha bolsa que vamos e nem adianta dizer que não, eu vou junto e pronto.
– Tudo bem querida.
A neta era uma garota exemplar crescera ali naquele sítio e sempre foi muito apegada a avó, e por muitos meses eram somente as duas e os três funcionários que trabalhavam no sítio, ela foi para o carro e enquanto esperava neta sua mente voltava ao passado.
Sophia fora uma garota exemplar, criada também pela avó, aprendeu desde cedo que tinha que lutar pelo que queria se quisesse ser alguém na vida.
Ela frequentou a escola e suas notas sempre foram as melhores da turma, era adorada pelos professores e sua avó nunca teve uma queixa, parecia que a história se repetia com sua neta, as duas eram muito parecida até na aparência, Sophia via e si mesma quando conversava com a neta.
Em seu interior sempre se perguntava como havia sido sua mãe, a mãe de Sophia morreu de bala perdida em um dia fatídico em que ela iria dar inicio em suas aulas da Faculdade de Letras, ela morreu antes mesmo de chegar ao hospital, após isso a avó se mudou com Sophia ainda pequena aos dois anos de idade para uma cidadezinha do interior de Minas Gerais, morando em um Sítio nunca lhe faltou aventuras e diversão, nem amizades sinceras e leais.

Dica de Leitura

Dica de Leitura
Da mesma autora do blog!

Postagem em destaque

[Top 20] Seja um porto seguro na vida de alguém

E amar inclui respeitar o outro e aceita-lo como um ser humano real sem idealizações, porque meu bem perfeito ninguém é, ninguém muda p...